Pastoral do Dízimo


O dízimo é visto numa perspectiva da evangelização como um dos elementos da conversão pastoral voltada para a missionariedade da Igreja. Fala-se de uma Pastoral do Dízimo como uma contribuição motivada pela fé. Os fiéis vivenciam a comunhão, a participação e a corresponsabilidade na evangelização. O dízimo é uma contribuição sistemática e periódica dos cristãos, por meio do qual cada comunidade assume, corresponsavelmente, sua sustentação e a da Igreja. Pressupõe-se que este sistema de contribuição envolva pessoas evangelizadas e comprometidas com a evangelização.

 

Como sistema de contribuição, o dízimo tem as seguintes características:

 

  • É relacionado com a experiência de Deus e com o amor fraterno;

 

  • É um compromisso moral dos fiéis com a Igreja;

 

  • É fixado de acordo com a consciência retamente formada;

 

  • É sistemático e periódico.

 

A decisão de contribuir com o dízimo nasce de um coração agradecido por ter encontrado o Deus da vida e experimentado a beleza de sua presença amorosa no dia a dia. A principal fundamentação do dízimo encontra-se na Sagrada Escritura. Ela deve ser lida em comunhão com a Igreja que é a casa da Palavra.

 

Deus é o Senhor de tudo o que existe” (Lv 25,23; Sl 24,1) – ao se entregar o dízimo a Deus, segundo a concepção bíblica, reconhece-se que tudo vem Dele (1Cr 29, 11.14). Abrão decide dar a Melquisedec, sacerdote e rei de Salém, o dízimo de todos os despojos oriundos de sua vitória (Gn 14,17-20).

 

Dimensões do Dízimo

 

  • Dimensão Religiosa

 

Tem a ver com a relação do cristão com Deus. Contribuindo com parte de seus bens, o fiel cultiva e aprofunda sua relação com aquele de quem provém tudo o que ele é e tudo o que ele tem e expressa, na gratidão, sua fé e sua conversão. Esta dimensão, tratando da relação com Deus, insere o dízimo no âmbito da espiritualidade cristã.

 

  • Dimensão Eclesial

 

Com o dízimo, o fiel vivencia sua consciência de ser membro da Igreja, pela qual é corresponsável, contribuindo para que a comunidade disponha do necessário para realizar o culto divino e para desenvolver sua missão. O dízimo, também, oferece condições às paróquias e comunidades para contribuírem, de modo sistemático, para a Igreja Particular, mantendo vivo o sentido de pertença a ela.

 

  • Dimensão Missionária

 

O dízimo permite a partilha de recursos entre as paróquias de uma mesma Igreja Particular e entre as Igrejas Particulares, manifestando a comunhão que há entre elas. O dízimo contribui para o aprofundamento da partilha e da comunhão de recursos, em projetos como o das paróquias-irmãs e nos projetos de “Igrejas-Irmãs”.

 

  • Dimensão caritativa

 

Esta dimensão manifesta-se no cuidado com os pobres, por parte da comunidade. Quando a comunidade contribui sistematicamente para os projetos de promoção humana ou de socorro a necessidades específicas, contribui também para a humanização das estruturas sociais e para seu progresso. O dízimo fornece condições para esta “organização articulada”.

 

São finalidades do dízimo: contribuir para a organização do culto divino, prover o sustento do clero e dos demais ministros, praticar obras de apostolado, de missão e de caridade, principalmente em favor dos pobres.

 

Todas as comunidades da Paróquia têm “procuradores” do dízimo.

 

Mais informações na Secretaria Paroquial: (31) 3831-3142

 

 

 

Fonte: Livro da Caminhada – Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano

Destaques

Foto de Exibição
O amor acima de tudo e todos

Foto de Exibição
"Somos caminheiros"

Foto de Exibição
O mundo necessita de princípios que favoreçam o diálogo

Foto de Exibição
O esforço da sinodalidade

Foto de Exibição
Quando entrar setembro...

Pastoral do Dízimo


O dízimo é visto numa perspectiva da evangelização como um dos elementos da conversão pastoral voltada para a missionariedade da Igreja. Fala-se de uma Pastoral do Dízimo como uma contribuição motivada pela fé. Os fiéis vivenciam a comunhão, a participação e a corresponsabilidade na evangelização. O dízimo é uma contribuição sistemática e periódica dos cristãos, por meio do qual cada comunidade assume, corresponsavelmente, sua sustentação e a da Igreja. Pressupõe-se que este sistema de contribuição envolva pessoas evangelizadas e comprometidas com a evangelização.

 

Como sistema de contribuição, o dízimo tem as seguintes características:

 

  • É relacionado com a experiência de Deus e com o amor fraterno;

 

  • É um compromisso moral dos fiéis com a Igreja;

 

  • É fixado de acordo com a consciência retamente formada;

 

  • É sistemático e periódico.

 

A decisão de contribuir com o dízimo nasce de um coração agradecido por ter encontrado o Deus da vida e experimentado a beleza de sua presença amorosa no dia a dia. A principal fundamentação do dízimo encontra-se na Sagrada Escritura. Ela deve ser lida em comunhão com a Igreja que é a casa da Palavra.

 

Deus é o Senhor de tudo o que existe” (Lv 25,23; Sl 24,1) – ao se entregar o dízimo a Deus, segundo a concepção bíblica, reconhece-se que tudo vem Dele (1Cr 29, 11.14). Abrão decide dar a Melquisedec, sacerdote e rei de Salém, o dízimo de todos os despojos oriundos de sua vitória (Gn 14,17-20).

 

Dimensões do Dízimo

 

  • Dimensão Religiosa

 

Tem a ver com a relação do cristão com Deus. Contribuindo com parte de seus bens, o fiel cultiva e aprofunda sua relação com aquele de quem provém tudo o que ele é e tudo o que ele tem e expressa, na gratidão, sua fé e sua conversão. Esta dimensão, tratando da relação com Deus, insere o dízimo no âmbito da espiritualidade cristã.

 

  • Dimensão Eclesial

 

Com o dízimo, o fiel vivencia sua consciência de ser membro da Igreja, pela qual é corresponsável, contribuindo para que a comunidade disponha do necessário para realizar o culto divino e para desenvolver sua missão. O dízimo, também, oferece condições às paróquias e comunidades para contribuírem, de modo sistemático, para a Igreja Particular, mantendo vivo o sentido de pertença a ela.

 

  • Dimensão Missionária

 

O dízimo permite a partilha de recursos entre as paróquias de uma mesma Igreja Particular e entre as Igrejas Particulares, manifestando a comunhão que há entre elas. O dízimo contribui para o aprofundamento da partilha e da comunhão de recursos, em projetos como o das paróquias-irmãs e nos projetos de “Igrejas-Irmãs”.

 

  • Dimensão caritativa

 

Esta dimensão manifesta-se no cuidado com os pobres, por parte da comunidade. Quando a comunidade contribui sistematicamente para os projetos de promoção humana ou de socorro a necessidades específicas, contribui também para a humanização das estruturas sociais e para seu progresso. O dízimo fornece condições para esta “organização articulada”.

 

São finalidades do dízimo: contribuir para a organização do culto divino, prover o sustento do clero e dos demais ministros, praticar obras de apostolado, de missão e de caridade, principalmente em favor dos pobres.

 

Todas as comunidades da Paróquia têm “procuradores” do dízimo.

 

Mais informações na Secretaria Paroquial: (31) 3831-3142

 

 

 

Fonte: Livro da Caminhada – Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano

Destaques

Foto de Exibição
O amor acima de tudo e todos

Foto de Exibição
"Somos caminheiros"

Foto de Exibição
O mundo necessita de princípios que favoreçam o diálogo

Foto de Exibição
O esforço da sinodalidade

Foto de Exibição
Quando entrar setembro...